Deus e o Diabo – por Jorge Furtado

Republico hoje no blog um texto de 2003 muito inteligente e interessante:

Vamos ver se você está bem informado. Complete o seguinte texto:  

“No dia ….. (a) de setembro de ….. (b) uma explosão destruiu …… (c). A responsabilidade de tal ato não foi fixada com precisão até hoje, mas os ….. (d) acusaram imediatamente a ….. (e).

A civilização ocidental está pronta para ser submetida a outra grande prova da sua capacidade de sobreviver ao desastre. Mais uma vez, o mundo marcha para a guerra. Os líderes mundiais não atentaram nas lições da terrível provação da última guerra e sucumbiram às tentações do poder e da cobiça.

Uma das principais causas da guerra foi a adoção de uma política isolacionista pelos Estados Unidos, que não aceitaram as resoluções da ……. (f). Muitos acreditam que a posição americana é obra exclusiva dos reacionários ferrenhos e dos nacionalistas impenitentes. Espalha-se pelo mundo a convicção de que Tio Sam fora meter-se no que não era da sua conta.

A política da Inglaterra com respeito à manutenção da paz é quase que o oposto da política francesa. Separados do resto da Europa pelo Canal da Mancha, os ingleses não se sentem levados a preocupar-se tanto com a segurança nacional. A política partidária americana também desempenhou papel considerável no caminho para a guerra. As eleições de outubro de …… (g) foram vencidas pelos republicanos. Embora uma análise posterior demonstrasse que a maioria do eleitorado havia votado nos democratas, os votos estavam distribuídos de tal maneira que os republicanos ganharam o controle tanto do Senado como da Câmara.

Foram feitas diversas tentativas para salvar a paz. Importantes intelectuais, através de artigos no New York Times, desafiavam o governo norte-americano a aceitar a proposta francesa. Todas as tentativas de desarmamento fracassaram. Começou a correr o mundo a idéia de uma guerra preventiva.

…… (h) anunciou que as operações militares haviam começado. Como justificativa, alegava que …… (i) já havia mobilizado e cometido atos hostis contra …… (j) e que a “bárbara perseguição” contra homens, mulheres e crianças …… (l) já não podia ser tolerada por uma grande nação.”

Se você respondeu (a) 11, (b) 2001, (c) o World Trade Center, (d) americanos, (e) Al Qaeda, (f) ONU, (g) 2000, (h) Bush, (i) o Iraque, (j) os Estados Unidos e (l) iraquianas, errou tudo.


As respostas certas são (a) 18, (b) 1931, (c) Estrada de Ferro da Manchúria, (d) japoneses, (e) China, (f) Liga das Nações, (g) 1918, (h) Hitler, (i) a Polônia, (j) a Alemanha e (l) alemãs. Todas as frases do texto são do livro “História da Civilização Ocidental”, de Edward McNall Burns (Editora Globo, 1975), no capítulo que trata das causas da Segunda Guerra Mundial, que matou 50 milhões pessoas.


Saddam é um milionário que chegou ao poder de forma ilegítima, é um fanático religioso e um assassino, mata criancinhas em nome de Deus e da pátria. Bush é um milionário que chegou ao poder de forma ilegítima, é um fanático religioso e um assassino, mata criancinhas em nome de Deus e da pátria. Salman Rushdie tem razão: “o nome do problema é Deus”. Não o Deus de cada um, mas o Deus coletivo, evocado pelos tiranos para mandar inocentes ao matadouro. Na luta entre o deus de Bush e o deus de Saddam, o diabo ri.

Deixe uma resposta